Vamos falar sobre Luto?

Vamos falar sobre Luto?

O que é LUTO e como lidar

O luto é uma experiência de perda. É um processo que acontece quando se perde alguém ou algo importante na vida até que se aceite esse fato e aprenda a viver com a mudança.  É uma reação normal nas pessoas que pode envolver sintomas físicos, psicológicos, alterações sociais, econômicas e laborais.

As reações emocionais mais comuns são: tristeza, depressão, raiva, culpa, solidão, sentimento de desamparo, alívio, entre outras. Outros sintomas também podem aparecer em forma de tremores, tonturas, distúrbios do sono e apetite, problemas com a memória e concentração, distanciamento de tudo e de todos, aumento no consumo de remédios, álcool e fumo.

Quanto Tempo o Luto Pode Durar?

O tempo do luto é relativo. Dependendo da pessoa pode durar até um ano e para outras o processo pode ser mais longo. O importante é saber que cada um precisa de um tempo interno para se reorganizar, que não é o mesmo tempo cronológico.

Sinais de Que a Pessoa Já Lida Melhor com a Perda

O enlutado lida melhor com a perda quando já é capaz de lembrar da pessoa falecida sem dor aguda, quando diminui a intensidade do choro, quando volta a ter interesse pela vida e se mostra mais esperançoso e quando adapta-se a novos papéis.

O processo de luto pode dar-se de modo normal ou complicado. Nesse caso é necessário ajuda psicológica e, em alguns casos, ajuda médica.

Quando é Hora de Pedir Ajuda?

– Quando o enlutado sente muita dificuldade em compartilhar seu sofrimento com outras pessoas.

– Quando não consegue ou não sente vontade de relacionar-se com as pessoas há pelo menos seis meses.

– Quando sente-se culpada e inconformada pelo o que aconteceu.

– Quando não consegue desfazer-se de roupas e objetos do falecido mesmos após um longo período da perda.

– Quando não consegue voltar rotina e seguir a vida sem a pessoa falecida.

Como lidar com o Luto

  • Permitir-se a si mesmo a sentir o luto e a expressar seus sentimentos;
  • Compreender suas próprias reações;
  • Falar sobre seus sentimentos com alguém;
  • Não se criticar por não conseguir voltar a vida normal rapidamente;
  • Em vez de se perguntar “por quê?”, perguntar “o que eu posso fazer agora?
  • Reconhecer que o sofrimento não vai durar para sempre;
  • Permitir-se parar de sentir a perda com a intensidade anterior e descansar;
  • Ajudar alguém que precisa de ajuda;
  • Evitar decisões importantes durante essa fase;
  • Procurar estar com outras pessoas;
  • Se alimentar regularmente;
  • Não se esforçar demais;
  • Tentar seguir sua rotina;
  • Fazer coisas agradáveis que lhe dão prazer;
  • Lembrar-se de coisas positivas da pessoa falecida, dos momentos agradáveis, do bem que ela fez;
  • Quando sentir vontade, “conversar” mentalmente com o falecido, isso ajudará a lidar com a falta que está sentindo;
  • Saber que vai sobreviver.

O Grupo Flamboyant realiza mensalmente reuniões para dar apoio ás famílias enlutadas. O nosso grupo de apoio é mediado por um profissional especialista em luto, com informações sobre o luto, compartilhamento de sentimentos e experiências. Não professamos nenhuma religião, mas respeitamos todas. Atendemos todos os tipos de luto, não importando o grau de parentesco com a pessoa que morreu. O grupo é aberto para pessoas a partir de 9 anos e é GRATUITO!

Rita Martins

Psicóloga Especializada em Luto

Bibliografia:

“A Vida Para Quem Fica” – Centro Maiêutica de Psicologia Aplicada.

“Stress ao Longo da Vida” – Marilda E.N. Lipp (org.)